Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
PORTO/POST/DOC 2019 - DE QUELQUES ÉVÈNEMENTS SANS SIGNIFICATION

PORTO/POST/DOC 2019 - DE QUELQUES ÉVÈNEMENTS SANS SIGNIFICATION

Teatro & Arte | Cinema

Teatro Municipal Rivoli

Pequeno Auditório
Classificação Etária
Maiores de 12 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2019
nov
27
Realizado

Duração

76 minutos

Produtor

Port Post Doc Festival Cinema - associação cultural

Breve Introdução

PORTO/POST/DOC 2019 - DE QUELQUES ÉVÈNEMENTS SANS SIGNIFICATION
TEATRO MUNICIPAL RIVOLI PEQUENO AUDITÓRIO
2019.11.27 - 21:00

De Quelques évènements sans signification
Mostafa Derkaoui, 1974, Marrocos, 76
Competição Internacional

No ano de 1974, em Marrocos, Mostafa Derkaoui realizou De quelques évènements sans signification, um filme político que destaca a singularidade da linguagem cinemática e a sua relação com a sociedade. Naquela data foi proibido pelas leis de censura vigentes no país. Nos bairros da classe trabalhadora de Casablanca, os cineastas questiionam vários jovens sobre o modo como se relacionam com o cinema marroquino, enquanto um trabalhador revoltado assassina o seu patrão. Os negativos do filme foram revelados num laboratório espanhol e, após edição em Marrocos, foram levados de Madrid para Barcelona para serem ampliados de 16 para 35mm. Incrivelmente, o filme foi exibido num festival de cinema em Paris, mas a sua circulação posterior foi limitada a cópias clandestinas em VHS e DVD. Quarenta anos depois, o material original proveniente de um laboratório que havia falido em 1999 foi levado para a Filmoteca da Catalunya, onde o processo de restauro foi iniciado sob a supervisão de Mostafa Derkaoui e do seu irmão Abdelkrim, director de fotografia. Hoje, este filme meio-documentário, meio-ficção, é associado aos movimentos da nouvelle vague da década de 1960 e afirma a sua modernidade no contexto da história cinematográfica marroquina.

Pontos de Referência

Praça D. João I

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda: